sábado, 13 de dezembro de 2008

Minhas Porpostas como candidato a vereador eram:

Obs: Mesmo sem o mandato, vou trabalhar todos os dias para que minhas idéias sejam colocadas em prática, pois sei que são viáveis e que mudaram a vida das pessoas para melhor.
- Mandato Popular:
Onde o povo teria oportunidade de opinar, dar sugestões, idéias de projetos ... enfim um mandato que envolvesse a comunidade.
- Gabinete Popular:
Onde eu estaria diariamente nos bairros ouvindo as reivindicações da comunidade, despertando cada vez mais a participação da comunidade nas questões politícas do município.
- Lutar pela inclução social e digital da comunidade:





onde faria projetos sugestão ao prefeito para se espandir os espaços virtuais (internet) a comunidade, nos bairros, biblioteca, escolas... e fazer parceria com alguma empresa de tecnologia para disponibilizar o sinal de internet banda larga grátuito a população, nesta mesma idéia lutar pelo voto aberto ao Conselho Tutelar, onde toda a população maior de 16 anos teria o direito de escolher os conselheiros Tutelares como já é feito na maioria das cidades do Rio grande do Sul e do Brasil, não da forma que é feita hoje, onde o eleitorado é selecionado e nada representativo ficando um joguinho de cartas marcadas.


Por isso fiquei feliz ao ler o blog do vereador Diniz Cogo que entrou com um projeto que institui a votação Direta para eleição dos conselheiros Tutelares de nosso municipio (Santiago/RS), abaixo o projeto na integra:


Institui a Votação Direta, para eleição dos conselheiros tutelares de nosso município
Foi apresentada na sessão ordinária de ontem projeto de lei de minha autoria no sentido de Instituir a votação direta para eleição dos conselheiros tutelares em nosso Município.
A presente proposta de modificação da referida lei, deve-se a uma melhor adequação das regras de votação para escolha dos conselheiros tutelares de nossa cidade, eis que o atual sistema não consegue, salvo melhor juízo, traduzir a real representatividade dos cidadãos santiaguenses.
A atual sistemática de eleição dos conselheiros tutelares, em que pese privilegiar algumas forças de representação indireta, não contempla o amplo espectro democrático de todas as manifestações da sociedade civil.
Assim, a eleição direta tornaria as eventuais escolhas mais democráticas, mais participativas e asseguraria mais legitimidade aos escolhidos, posto que adoção do sufrágio direto e universal é sabidamente mais transparente, mais envolvente e mais democrático.
Nem se trata de questionar do atual critério, trata-se, na realidade, de ampliá-lo, redefinindo em bases mais amplas, desde participação popular até o debate mais agudo, mais direto que se estabelecerá com toda a municipalidade.
Antes do fim, frisamos que uma eventual escolha direta envolveria mais as comunidades micro-regionais postas na sociedade municipal.
Por fim, em todo o processo indireto de escolhas, sempre abre margens para eventuais questionamentos acerca da legitimidade dos eventuais votantes, posto que se sabe que uma decisão apenas de direção muitas vezes fica exposta ao arbítrio ideológico e das afinidades pessoais dessas.
Neste diapasão, não existe uma regra na ciência política que assegure, com grau de certeza, que a vontade dos representados é a mesma vontade dos representantes.
Assim é comum vermos uma direção de uma entidade representativa qualquer em fora de sintonia com o pensamento de suas próprias bases.
Uma eleição para conselheiro tutelar é uma decisão extremamente séria e profunda, posto que se relacione diretamente com o futuro das crianças e adolescentes, razão pela qual revesti-la de critérios de transparência e ampla participação democrática é nosso dever como legislador.


Meu pedido é para que os nobres colegas vereadores, votem sem restrições e sem medo nesse projeto que pretende ampliar a participação popular e dar mais legitimidade ao processo de escolha dos conselheiros tutelares em nosso município.
Fonte: http://www.dinizcogo.blogspot.com/


Coloquei este comentário no seu blog:
"Gostaria de Parabeniza-lo vereador Diniz pela iniciativa deste projeto, que foi uma das minhas propostas como candidato a vereador, como não tive exito eleitoral não tive poder a dar continuidade a idéia, mas fico feliz que a ideia ficou e mais feliz ainda por saber que este grande vereador e amigo ira dar continuidade a este projeto que é estrema importancia a nossa comunidade, que a anos lhe é negada o direito de escolher quem cuidara de suas crianças.Desejo sucesso ao Amigo vereador!!"


Nenhum comentário:

Arquivo do blog