segunda-feira, 1 de dezembro de 2008

Pela Garantia dos direitos da Juventude

O governo do presidente Lula está mudando o Brasil. A vida de milhões de brasileiros melhorou a partir do aumento da renda e do acesso a direitos sociais. Um dos setores da sociedade que tem sido beneficiado por tais mudanças, são os jovens. Para o PT, os jovens são sujeitos de direitos e atores fundamentais para a transformação que queremos promover; têm necessidades específicas e singulares, são portadores de rica diversidade, com diferenças de identidade, organização e expressão. Na perspectiva da afirmação deste setor como estratégico, o PT e a JPT estão comprometidos com a construção de políticas públicas específicas para a juventude e sua necessária institucionalização. Por isso apóia o Pacto pela Juventude.













A do JPT defende:
Garantia do desenvolvimento integral e oportunidades de inclusão:
oportunidades de inclusão e suporte para que possam processar suas buscas, construir seus projetos e desenvolver sua inserção na vida social;
• Participação da juventude na construção das políticas públicas: proporcionar à juventude um papel destacado e protagonista na construção das políticas universais e específicas de juventude com, garantindo apoio aos movimentos e organizações juvenis e a criação de canais de interlocução entre juventude e poder público;
• Combate às desigualdades e valorização da diversidade: todos os jovens – cada um á sua maneira – vivem a juventude, porém com chances distintas de desenvolvimento e inserção social, profissional e educacional. É necessário articular a universalidade dos direitos humanos e a valorização da diversidade para fazer frente às violências física e simbólica;
• Ampliação do “direito à cidade” e qualidade de vida no campo:
garantir a possibilidade de se apropriar do espaço da cidade para a vivência elementar da cidadania e aproveitamento de seu tempo livre. Executar políticas que promovam o desenvolvimento e a melhoria das condições de vida no espaço rural, permitindo que o/a jovem rural opte por ficar no campo e ter uma vida com qualidade;
• Geração de emprego e renda: construir condições para que os jovens continuem estudando, antes de se integrarem formalmente no trabalho e, ao mesmo tempo, permitir aos jovens que não tem condições de continuar estudando a entrada no mercado, promovendo iniciativas de associativismo, cooperativismo, economia popular e solidária, capacitação profissional, entre outras;
• Universalização, melhoria da qualidade e reestruturação democrática
da educação:
garantir acesso ao ensino superior e técnico, tanto dos estudantes como dos professores, aproximar a escola da vida dos jovens para garantir sua identidade com a educação e estabelecer a gestão democrática das instituições de ensino, assim como potencializar e apoiar a auto-organização autônoma dos estudantes;
• Cultura esporte e lazer: universalizar o acesso à cultura e aos bens culturais, com a constituição de espaços públicos de lazer e cultura para a juventude, além de iniciativas de apoio ao esporte amador, de criação e manutenção de centros esportivos e de estímulo à prática esportiva nas instituições de ensino.

Um comentário:

Júlio Garcia disse...

Parabéns pelo blog, companheiro Marion. Que o mesmo seja bem utilizado em nossa luta por um 'novo mundo possível'.
Abraço,
Júlio Garcia
jcsgarcia.blogspot.com

Arquivo do blog