terça-feira, 19 de junho de 2012

O Boqueirão: Marionzinho não é Ana Amélia

Sou Notícia no Blog do amigo Júlio Garcia confira: O Boqueirão: Marionzinho não é Ana Amélia: Sérgio Marion (o 'Marionzinho'), pré-candidato a vereador pelo Partido dos Trabalhadores - PT ,   escreve em seu blog sobre a  re...

segunda-feira, 18 de junho de 2012

Senadora Ana Amélia x Sérgio Marion

Primeiramente gostaria de pedir desculpas aos meus leitores pela demora de postar informações sobre a convenção do nosso partido (PT Santiago/RS) ocorrido no último sábado, onde definimos os rumos de nosso partido na questão de coligações, nomes de pré-candidatos a vereadores e na questão da majoritária, a demora se deu por motivo de eu estar nervoso com o resultado e não queria me manifestar com este sentimento, o motivo foi simplesmente este.

Agora já tranquilo passo a informação de que a convenção foi uma aula de democracia, vários companheiros presentes, todos tiveram a oportunidade de expressar o que pensavam, todos os companheiros do diretório tiveram a liberdade de votar, onde fui um dos que usaram a palavra para dizer o que eu pensava sobre os assuntos em pauta e complementando dei meu voto, contrário a qualquer tipo de coligação na proporcional e aprovando o nome do companheiro Bueno a Prefeito e deixando aberto a possíveis coligações, tenho certeza que meus companheiro(a)s apesar de alguns não votarem no que eu defendia, me respeitaram pela firmeza e sinceridade como expressei minha opinião, como também respeitei as suas, no final  fui derrotado na votação na questão da coligação na proporcional por 12 x 04. 

Nesta convenção lembrei do caso da Senadora Ana Amélia PP que queria que seu partido municipal em Porto Alegre apoia-se a pré-candidata Manuela do PCdoB a Prefeita, mas foi derrotada na convenção de seu partido, onde mesmo assim contrariando seu partido ela abriu apoio a Manuela, mas eu confesso que no calor do debate da uma certa vontade de continuar com nossa opinião, mas logo depois de pensarmos e estarmos de cabeça fria percebemos que se somos democráticos como muitas vezes falamos em nossos discursos, temos que acatar a decisão da maioria, e é o que vou fazer,  o partido pode contar com toda minha dedicação, serei o cabo eleitoral numero 1 do companheiro Bueno.

E lendo em alguns blogs li várias leituras e comentários sobre a decisão do nosso partido, uns "analistas" correm um serio risco de tirar o emprego da "Mãe Dina" (aquela famosa vidente), pois ja sabem quem esta eleito e quem não esta, até parece que nem eleição precisaria, mas primeiramente gostaria de dizer que acredito em mim mesmo como também tenho vários amigos (as)  que aprovam meu esforço e trabalho que tenho junto a comunidade e por este motivo não tenho medo de disputar espaço com quem quer que seja, e para quem acha que irei desmotivado estará completamente enganado, entro para ganhar até no par ou ímpar. 

sexta-feira, 15 de junho de 2012

Previsão de agendas das secretarias e vinculadas para este fim de semana e segunda-feira, dia 18

Sábado (16) e domingo (17) 
Saúde 
Vacinação contra a pólio - Todas as crianças menores de até quatro anos, 11 meses e 29 dias devem ser levadas neste sábado (16) - Dia D da Mobilização Nacional - aos postos de saúde para receberem as gotinhas que protegem contra a poliomielite. A campanha inclui 5.118 pontos fixos e volantes de vacinação, em todos os municípios gaúchos. A vacinação prossegue até o dia 6 de julho. 

Defesa Civil 
Estiagem - Equipes da Defesa Civil estarão reunidas às 9h deste sábado, no Anfiteatro Por do Sol, no Parque Marinha do Brasil, Porto Alegre, de onde saem 18 caminhões carregando pipas de vinil (recipientes com 4,5 mil litros de água) para a população mais afetada pela estiagem. Os veículos seguirão para 16 diferentes municípios. A operação será dirigida pelo coronel Oscar Moiano, coordenador da Defesa Civil do Governo do Estado. 

Cultura 
Contação de histórias - O escritor e contador de histórias Paulo Bocca estará ministrando a oficina "Familiarizando a Contação de Histórias no Lar", neste sábado, das 15h às 18h, na Brinquedoteca Pé de Pilão - 5º andar da Casa de Cultura Mario Quintana (Rua dos Andradas, 736), em Porto Alegre. O trabalho é voltado aos pais, avós, professores e estudantes de Letras. 

IGP 
Carteiras de identidade - O Departamento de Identificação do Instituto Geral de Perícias realiza deste a sexta-feira (15) até o domingo (17), encaminhamento de carteiras de identidade com total isenção de taxas nas cidades de São Lourenço do Sul e Turuçu, dentro dos programas sociais dos Governos Federal e Estadual. Está prevista a emissão de 360 documentos, entre os dois municípios da Região Sul do Estado. 

SDR 
Erechim - Às 8h30 deste sábado, o titular da Secretaria de Desenvolvimento Rural, Ivar Pavan, participa do ato de entrega de equipamentos para Escolas em Erechim. Na Rua Frederico Ozanan, s/nº. Na seqüência, entre 10h30 e 11h30, Pavan estará presente à inauguração da Escola Municipal Lucas Tessaro, na Rua Carlos Demoliner, 750, no bairro Linho, na mesma cidade. 
No domingo (17), o secretário participa do ato de entrega de 27 casas populares na localidade de Capoerê, no Centro de Erechim, às 10h30. 

Segurança Pública 
Laboratório de Políticas Públicas - Neste sábado, às 16h, o secretário da Segurança Pública, Airton Michels, participará da Roda de Conversas do Laboratório de Políticas Públicas e Sociais (Lappus) com o professor Sérgio Salomão Shecaira. O evento acontece na Cidade das Bicicletas, Rua Marcílio Dias, nº. 1091. Na pauta, reflexões e debate de políticas públicas para melhorar a segurança em Porto Alegre. 

Segunda-feira (18) 
SGG 
Monitoramento Estratégico - A Secretaria-Geral de Governo (SGG) promove, na segunda-feira (18), a partir das 9h, no auditório da Caixa Econômica Federal (Edifício Querência, Praça da Alfândega, 12º andar), em Porto Alegre, o III Seminário da Sistemática de Monitoramento Estratégico (SME). O evento, que terá a presença do governador Tarso Genro, é voltado a titulares de secretarias e de órgãos vinculados e aos operadores dos 89 projetos estratégicos do Estado. 

Detran 
Também nesta segunda-feira, o Governo do Estado anuncia o Plano e a Política Estadual de Segurança no Trânsito, às 14h, no auditório do Centro Cultural CEEE (Rua dos Andradas, 1223, Centro), em Porto Alegre. O evento acontece durante reunião do Pleno do Comitê Estadual de Mobilização pela Segurança no Trânsito. Presença do vice-governador Beto Grill, coordenador do Comitê. 

Segurança Pública 
Polícia Comunitária - Às 10h desta segunda-feira acontece a cerimônia de abertura do Curso Nacional de Multiplicador de Polícia Comunitária, promovido pela Secretaria da Segurança Pública - por meio do Departamento de Ensino e Treinamento (DET) - e pela Secretaria Nacional de Segurança Pública (Senasp). O evento, que terá a presença do secretário Airton Michels, será realizado no auditório da Academia de Polícia Militar, Avenida Aparício Borges nº. 2001, em Porto Alegre. 
Fórum - A SSP, juntamente com a Secretaria de Políticas para as Mulheres, também instala o Fórum Gênero, Raça/Etnia, neste dia 18. A iniciativa formaliza a adesão ao Programa Pró-Equidade de Gênero e Raça, do Governo Federal. A cerimônia contará com as presenças do titular da SSP, Airton Michels, da secretária de Políticas para as Mulheres, da secretária da Administração e Recursos Humanos, e da primeira-dama do RS. Às 16h30, no Auditório Cícero do Amaral Viana do Palácio da Polícia - Avenida João Pessoa, 2050, na Capital. 

Texto e edição: Redação Secom (51) 3210-4305 http://www.estado.rs.gov.br/

Rio Grande do Sul obtém mais R$ 470 milhões para investimentos

O Rio Grande do Sul receberá, até o final do ano, mais de R$ 470 milhões para investimentos. O valor integra uma ação do Governo Federal que disponibiliza R$ 20 bilhões aos Estados, para que sejam divididos de acordo com a necessidade de investimentos de cada unidade federativa. (Publicação: 15.06.12 - 18:08)

sábado, 9 de junho de 2012

PT decide futuro no dia 16

Será no próximo dia 16 a decisão sobre os rumos do PT de Santiago nas eleições municipais deste ano. Das 14 às 17h, o partido vai deliberar se coliga ou não com o PPL na majoritária e/ou proporcional. Também serão confirmados os nomes do vice, caso o PT concorra sozinho, e a nominata para vereador. Logo após, das 18 às 21h, acontece a convenção municipal. As atividades serão realizadas na sede municipal do partido. O diretório do PT de Santiago ressalta que não há definição sobre qualquer tipo de coligação, como vem sendo apontado em alguns blogs, sendo este (ptsantiagors.blogspot.com ) o único meio de comunicação autorizado a se pronunciar oficialmente pelo partido na Internet.

quinta-feira, 7 de junho de 2012

Charge

Fonte: http://www.ptsul.com.br

Franklin Martins: “A blogosfera é o grilo falante do pinóquio da imprensa”

Jornalista e ex-ministro da Secom participou do 3º Encontro dos Blogueiros Progressistas, em Salvador



O debate em torno do marco regulatório da comunicação reuniu figuras importantes do jornalismo brasileiro. Ativistas que participaram do 3º Encontro de Blogueiros Progressistas—BlogProg, entre eles o ex-ministro de comunicação, Franklin Martins, querem uma imprensa sem censura.
“A blogosfera é algo importante no mundo e especialmente importante no Brasil porque ela não quebra inteiramente, mas rompe um pouco com o oligopólio da informação”.
Ele disse ainda que apenas quatro ou cinco grupos controlam a informação e querem dizer para sociedade o que ela pode saber, não pode saber e que isso tem que acabar.
Franklin Martins comparou a blogosfera com o grilo falante que era uma espécie de consciência de Pinóquio.
“A blogosfera é o grilo falante da imprensa brasileira. Quando o Pinóquio mente, a blogosfera vai em cima de Pinóquio e diz, seu nariz tá crescendo, você tá mentindo e isso começou a criar muita discussão em torno do trabalho da comunicação que é muito positivo porque no Brasil se discute tudo, é futebol, é samba, política,  economia, só não discute imprensa e tem que discutir imprensa”, enfatizou.
Na avaliação do jornalista ter mais gente expressando opinião, participando do debate, qualificando a informação e produzindo a informação,  tira poder da mão de um grupo restrito o que é muito positivo para democracia.
(André Guimarães e Hosa Freitas - Portal do PT)

sábado, 2 de junho de 2012

Sindicato dos Servidores Públicos Municipais Santiago - RS: Novidades aos Servidores!

Blog do Sindicato dos Servidores Públicos Municipais Santiago - RS: NOVIDADES!!!: SSPMS e ODONTOVIDA fecham parceria para seus servidores municipais. A partir de agora os servidores municipais poderão ter seu cartão fide...

A Força da Imagem do PT


Ao contrário do que se costuma pensar, o sistema partidário brasileiro tem um enraizamento social expressivo. Ao considerar nossas instituições políticas, pode-se até dizer que ele é muito significativo.
Em um país com democracia intermitente, baixo acesso à educação e onde a participação eleitoral é obrigatória, a proporção de cidadãos que se identificam com algum partido chega a ser surpreendente.
Se há, portanto, uma coisa que chama a atenção no Brasil não é a ausência, mas a presença de vínculos partidários no eleitorado.
Conforme mostram as pesquisas, metade dos eleitores tem algum vínculo.
Seria possível imaginar que essa taxa é consequência de termos um amplo e variado multipartidarismo, com 29 legendas registradas. Com um cardápio tão vasto, qualquer um poderia encontrar ao menos um partido com o qual concordar. Mas não é o que acontece. Pois, se o sistema partidário é disperso, as identificações são concentradas. Na verdade, fortemente concentradas.
O Vox Populi fez recentemente uma pesquisa de âmbito nacional sobre o tema. Deu o esperado: 48% dos entrevistados disseram simpatizar com algum partido. Mas 80% desses se restringiram a apenas três: PT (com 28% das respostas), PMDB (com 6%) e PSDB (com 5%). Olhado desse modo, o sistema é, portanto, bem menos heterogêneo, pois os restantes 26 partidos dividem os 20% que sobram. Temos a rigor apenas três partidos de expressão. Entre os três, um padrão semelhante. Sozinho, o PT representa quase 60% das identidades partidárias, o que faz com que todos os demais, incluindo os grandes, se apequenem perante ele.
Em resumo, 50% dos eleitores brasileiros não têm partido; 30% são petistas e 20% simpatizam com algum outro – e a metade desses é peemedebista ou tucana. Do primeiro para o segundo, a relação é de quase cinco vezes.
A proeminência do PT é ainda mais acentuada quando se pede ao entrevistado que diga se “simpatiza”, “antipatiza” ou se não tem um ou outro sentimento em relação ao partido. Entre “muita” e “alguma simpatia”, temos 51%. Outros 37% se dizem indiferentes. Ficam 11%, que antipatizam “alguma” coisa ou “muito” com ele.
Essa simpatia está presente mesmo entre os que se identificam com os demais partidos. É simpática ao PT a metade dos que se sentem próximos ao PMDB, um terço dos que gostam do PSDB e metade dos que simpatizam com os outros.
Se o partido é visto com bons olhos por proporções tão amplas, não espanta que seja avaliado positivamente pela maioria em diversos quesitos: 74% do total de entrevistados o consideram um partido “moderno” (ante 14% que o acham “ultrapassado”); 70% entendem que “tem compromisso com os pobres”(ante 14% que dizem que não); 66% afirmam que “busca atender ao interesse da maioria da população” (ante 15% que não acreditam nisso). Até em uma dimensão particularmente complicada seu desempenho é positivo: 56% dos entrevistados acham que “cumpre o que promete” (enquanto 23% dizem que não). Níveis de confiança como esses não são comuns em nosso sistema político.
Ao comparar os resultados dessa pesquisa com outras, percebe-se que a imagem do PT apresenta uma leve tendência de melhora nos últimos anos. No mínimo, de estabilidade. Entre 2008 e 2012, por exemplo, a proporção dos que dizem que o partido tem atuação “positiva na política brasileira” foi de 57% a 66%.
A avaliação de sua contribuição para o crescimento do País também se mantém elevada: em 2008, 63% dos entrevistados estavam de acordo com a frase “O PT ajuda o Brasil a crescer”, proporção que foi a 72% neste ano.
O sucesso de Lula e o bom começo de Dilma Rousseff são uma parte importante da explicação para esses números. Mas não seria correto interpretá-los como fruto exclusivo da atuação de ambos.
Nas suas três décadas de existência, o PT desenvolveu algo que inexistia em nossa cultura política e se diferenciou dos demais partidos da atualidade: formou laços sólidos com uma ampla parcela do eleitorado. O petismo tornou-se um fenômeno de massa.
Há, é certo, quem não goste dele – os 11% que antipatizam, entre os quais os 5% que desgostam muito. Mas não mudam o quadro.
Ao se considerar tudo que aconteceu ao partido e ao se levar em conta o tratamento sistematicamente negativo que recebe da chamada “grande imprensa”- demonstrado em pesquisas acadêmicas realizadas por instituições respeitadas – é um saldo muito bom.
É com essa imagem e a forte aprovação de suas principais lideranças que o PT se prepara para enfrentar os difíceis dias em que o coro da indústria de comunicação usará o julgamento do mensalão para desgastá-lo.
Conseguirá?
*Marcos Coimbra, sociólogo e presidente do Instituto Vox Populi

Arquivo do blog