terça-feira, 30 de agosto de 2016

Prefeito de CANOAS Jairo Jorge assina LEI DA VIGILANCIA 24 HORAS NOS BANCOS

Em uma solenidade bastante prestigiada, na manhã de hoje, na Prefeitura de Canoas, o prefeito Jairo Jorge (PT) sancionou a lei da vigilância armada 24 horas nas agências bancárias do município, um dos mais importantes do Estado, com o segundo PIB e a quarta maior população do Rio Grande do Sul (323.827 habitantes). “Isso trará mais segurança para a cidade e, obviamente, o exemplo de Canoas será seguido por outros municípios”, disse o Prefeito, após a assinatura do documento. “Além disso, nesse momento de crise, estamos ampliando, onde é possível, a oferta de trabalho, pois somos parceiros do sindicato para gerar mais trabalho e mais segurança”, acrescentou.

Tendo ao lado, no salão lotado, o presidente do Sindivigilantes, Loreni Dias, o diretor jurídico do sindicato, Gérson Farias, e o apoio André Rodrigues, além de secretários, autoridades municipais e diversos vigilantes, o prefeito ressaltou que o Rio Grande do Sul vive um momento de crise na segurança pública, no qual as agências bancárias representam um ponto de risco para o cidadão. “Se tem um setor que pode ajudar, tem condições financeiras de contribuir (com mais segurança) é o setor financeiro do nosso país”, completou Jairo Jorge, referindo-se aos ganhos dos bancos, que sempre são altos, “com crise ou sem crise”.

O secretário municipal de Segurança, Alberto Kopittke, destacou que essa lei, de autoria do vereador Paulinho De Odé (PT), foi debatida longamente na Câmara Municipal e torna a cidade, segundo ele, a mais avançada em termos de segurança bancária do Estado e também do País. “Todos os dias temos ataques, explosões, saidinhas de banco, e esta lei oferece um sistema de proteção tanto aos bancários, como aos cidadãos que vão aos bancos, como também aos vigilantes”, disse Kopittke, pois ela prevê a ainda a instalação de equipamentos de segurança nas agências, como portas eletrônicas, com detector de metais, e câmeras de monitoramento.

Para o secretário, a partir da efetivação da vigilância 24 horas nos bancos, a Polícia Civil, a Brigada Militar e a Guarda Municipal terão mais tranquilidade para cuidar de outras áreas da cidade. O prefeito alertou ainda que a lei poderá sofrer contestação judicial dos bancos, mas disse que o setor jurídico da prefeitura está preparado para agir visando garantir que ela passe a valer, se for necessário. A prefeitura também está apoiando o sindicato na implantação na cidade de um projeto da Vigicoop, a cooperativa habitacional dos vigilantes.

No seu agradecimento ao prefeito, o presidente Loreni Dias lembrou também dos vereadores que aprovaram a lei e disse que o projeto não é do Sindicato dos Vigilantes e nem dos vereadores, mas da população, que ganha com isso mais segurança e mais oportunidades de emprego. “Agradeço ao prefeito e á recepção que tivemos de todos aqui, pois Canoas foi um dos municípios que mais nos acolheu. Só tenho a agradecer e dizer que essa é uma vitória do povo canoense”, finalizou. Tão logo seja publicada no Diário Oficial do município, divulgaremos a íntegra da lei.

Obs: Aqui em Santiago o MESMO PROJETO apresentado por mim esta em TRAMITAÇÃO. Vereador Sérgio Marion 13607

Nenhum comentário:

Arquivo do blog